“Não toquem na minha Alfama” – segredos de uma marcha popular vencedora

Alfama está “cheia de gente”, afirmava Nuno Lopes, encenador e figurinista da Marcha de Alfama, em março de 2017. Gente “passageira”, pessoas de fora que expulsam as de dentro. Esse foi o conceito que norteou a participação deste bairro no concurso de Marchas Populares de Lisboa em junho, do qual se sagrou vencedor. Futuras antropólogas da FCSH/NOVA estiveram no terreno a descobrir os segredos da face espetacular da marcha – os figurinos.

Siga e partilhe:
20

Alfama: o bairro histórico que resistiu ao século XIX

Enfermos, insalubres, incómodos. Numa época em que as ruas se queriam largas e arejadas, era assim que as elites e o poder municipal lisboeta viam os bairros antigos de Lisboa. De todos eles, Alfama foi o mais visado por críticas e planos de modernização, que só não o modificaram irremediavelmente por falta de fundos e de vontade política.

Siga e partilhe:
20

África no feminino em ruas de Lisboa

Escritoras, jornalistas, académicas, rainhas e até uma escrava. No Dia de África, saiba quem são as mulheres africanas imortalizadas por topónimos nas artérias lisboetas.

Siga e partilhe:
20

Seis Marias que fizeram nascer o Bairro da Cruz Vermelha

Um ‘engano’ e uma campanha de angariação de fundos fizeram surgir o Bairro da Cruz Vermelha, inaugurado em 1966. No centro, estão seis Marias da Secção Auxiliar Feminina da Cruz Vermelha Portuguesa, que pediram aos microfones da RTP “nem que fosse um escudo” para construir habitações a quem tinha ficado sem elas.

Siga e partilhe:
20

Fé no feminino: santas e mártires nas ruas de Lisboa

Da Rua de Santa Justa à Rua de Santa Catarina, a toponímia de Lisboa esconde histórias de nove mulheres que, perante as mais desumanas adversidades, não desistiram da sua fé.

Siga e partilhe:
20

Maria Lamas: uma vida de luta pelos direitos das mulheres

Nasceu no período da monarquia, viveu durante a Primeira República e o Estado Novo e morreu depois do 25 de abril, em 1983. Foi uma personalidade marcante pelo seu papel enquanto ativista a favor das causas feministas e dá nome a rua perto das Portas de Benfica.

Siga e partilhe:
20

Graça em estado de graça

Diz-se que é uma das zonas mais ricas em edifícios de tipologia operária – conhecidos como vilas operárias –, solução encontrada pela cidade para acolher os trabalhadores fabris vindos de todo o país, mas é muito mais do que isso. Descubra neste roteiro uma outra Graça, onde figuras literárias, fado e outras teias de cultura se cosem com a apertada malha urbana.

Siga e partilhe:
20

A que soa o bairro da Mouraria?

O ambiente sonoro de um bairro regula e estrutura as experiências nos seus espaços públicos.  Quem o diz é Iñigo Sánchez, investigador da FCSH/NOVA, que  explorou o impacto do recente programa de requalificação urbana da Mouraria no seu ambiente sonoro.

Siga e partilhe:
20

A Lisboa das Mulheres

Durante quase uma década (1999-2008), a revista Faces de Eva, da FCSH/NOVA, organizou por freguesias a toponímia no feminino da cidade: de bairros e avenidas a praças e becos. A série “Lisboa no feminino” conta as histórias que esses nomes revelam.

Siga e partilhe:
20

Alvalade e uma nova ideia de bairro

Foi nos campos de Alvalade que se experimentou um novo programa de habitação económica com base nos trabalhos preliminares de De Groer, iniciados em 1938, que conduziriam ao Plano Diretor da Cidade de Lisboa.

Siga e partilhe:
20

O estigma do Casal Ventoso: paradigma de uma maleita social

Cenário de vários estigmas, o Casal Ventoso é retratado negativamente desde a sua origem e não apenas pelo olhar dos media atuais.

Siga e partilhe:
20

Bairro Alto, coração do jornalismo lisboeta

Um longo capítulo da história do jornalismo português escreveu-se no Bairro Alto. Jornais sedeados em antigos palácios conviveram quase um século com “folhas” partidárias, instaladas em vãos de escada com escadarias decrépitas.

Siga e partilhe:
20

Bairros de Lisboa: uma identidade que tem muito do imaginário dos lisboetas

Sabia que existem cerca de 150 ‘bairros’ em Lisboa, cujos limites não correspondem às designações administrativas, mas que foram consagrados pelos próprios habitantes? Afinal, o que distingue um bairro?

Siga e partilhe:
20

Cidade guiada: um filme e uma reflexão sobre o turismo de Lisboa

Uma tese de mestrado em Antropologia da FCSH/NOVA deu origem ao filme “Cidade Guiada” –  um olhar sobre a revalorização do centro de Lisboa através do turismo.

Siga e partilhe:
20