Seis Marias que fizeram nascer o Bairro da Cruz Vermelha

Um ‘engano’ e uma campanha de angariação de fundos fizeram surgir o Bairro da Cruz Vermelha, inaugurado em 1966. No centro, estão seis Marias da Secção Auxiliar Feminina da Cruz Vermelha Portuguesa, que pediram aos microfones da RTP “nem que fosse um escudo” para construir habitações a quem tinha ficado sem elas.

Siga e partilhe:
20

Alvalade e uma nova ideia de bairro

Foi nos campos de Alvalade que se experimentou um novo programa de habitação económica com base nos trabalhos preliminares de De Groer, iniciados em 1938, que conduziriam ao Plano Diretor da Cidade de Lisboa.

Siga e partilhe:
20

Cinemas de Lisboa: depois das catedrais

A reconversão dos teatros em salas de cinema foi o primeiro passo para a associação do cinema a edifícios imponentes e vanguardistas. Mas rapidamente a sétima arte procurou outras casas.

Siga e partilhe:
20

Património esquecido de casas senhoriais

Todos os dias passamos por prédios de habitação ou de comércio que outrora foram palácios. Embora as fachadas não o revelem, os seus interiores podem conservar vestígios dessa vivência palaciana.

Siga e partilhe:
20

Cenário do movimento operário lisboeta no século XIX

Em 1890, Lisboa acolhia 15.349 operários, que se distribuíam por 259 fábricas. Têxteis e tabacos eram os setores com maior número de empregados.

Siga e partilhe:
20

Arte pública em Lisboa: o encontro do lugar com a escultura na segunda metade do século XX

Foi apenas a partir dos anos de 1970 que a escultura começou a ser pensada e criada em função do espaço urbano que iria ocupar. Nasciam assim as primeiras peças de arte pública em Lisboa numa simbiose com o meio.

Siga e partilhe:
20

Olhar à lupa a Alta de Lisboa

Poucos anos após o final da construção da Alta de Lisboa, um dos maiores projetos urbanísticos das últimas décadas na cidade, a publicação “Da Musgueira à Alta de Lisboa” analisa a satisfação dos seus moradores.

Siga e partilhe:
20