Alta de Lisboa (I parte) – revisitar um passado de pobreza e exclusão

A Alta de Lisboa – marca publicitária da zona que corresponde ao Alto do Lumiar – resultou de um plano de realojamento dos residentes que viviam em situações precárias e de atração de novos moradores. Um investigador da NOVA FCSH tentou perceber de que forma essa inclusão foi feita e como convivem neste espaço o passado e o presente de uma Alta que esteve durante décadas em baixa.

Um olhar urbanístico sobre bairros sustentáveis (I parte) – Alvalade

Alvalade (1945), Olivais-Sul (1960) e Telheiras-Sul (1974) são referências de bairros que integraram equipamentos coletivos nos seus planos urbanísticos. O resultado foi uma autonomia e melhor qualidade de vida para quem lá reside. Neste especial de três partes, Alvalade toma a dianteira.

Seis Marias que fizeram nascer o Bairro da Cruz Vermelha

Um ‘engano’ e uma campanha de angariação de fundos fizeram surgir o Bairro da Cruz Vermelha, inaugurado em 1966. No centro, estão seis Marias da Secção Auxiliar Feminina da Cruz Vermelha Portuguesa, que pediram aos microfones da RTP “nem que fosse um escudo” para construir habitações a quem tinha ficado sem elas.