Projetos de investigação à lupa #3: o papel tem uma identidade e chama-se marca de água

A primeira marca de água surgiu em 1282, em Itália. Desde então, os fabricantes do papel começaram a usá-la como forma de identificação, rica em elementos simbólicos. Um projeto de investigação do CHAM identifica marcas de água dos documentos dos séculos XVI e XVII existentes no arquivo da igreja de Nossa Senhora do Loreto, em Lisboa.