Um livro que ensina as crianças a proteger o rio Tejo

A uma história de fantasia sobre a poluição das águas do Tejo seguem-se informações preciosas sobre poluição de rios, mares e oceanos provocada pelos resíduos de plástico e o que fazer para a impedir. É um livro digital para crianças, gratuito, para explorar em família, desenvolvido pelo CITI – Centro de Investigação para Tecnologias Interativas da NOVA FCSH.

Escrita por Isabel Alçada e Ana Maria Magalhães e ilustrada por Júlio Ramos, a história da primeira parte do livro “A Escola de Peixes do Rio Tejo“, dirigida a crianças pequenas, narra uma visita de estudo no rio Tejo, de uma turma especial: a da professora Corvina e dos peixes seus alunos, como sardinhas, douradas e biqueirões. A visita prometia ser animada, debaixo de água e com Lisboa à vista. Mas a meio do passeio ficam de tal modo enjoados pelo que foram ingerindo que têm de pedir ajuda ao polvo sábio. E ouviram a explicação do polvo sábio e os seus sábios conselhos.

Seguem-se páginas com informações visuais sobre esta forma de poluição: o copo de plástico que demora 50 anos a desaparecer; a distribuição das manchas de resíduos de plástico mais visíveis junto a continentes com mais população a viver junto ao litoral; os processos de transformação das embalagens de plástico em partículas minúsculas, chamadas de microplásticos, entre outras.

Medidas sobre o que fazer para evitar esta poluição e a importância do conhecimento dos oceanos num país como Portugal, com uma vasta zona marítima exclusiva, completam esta parte do livro, a que se segue um caderno de jogos e exercícios.

Esta é mais uma publicação digital para crianças de acesso gratuito, realizada pelo CITI – Centro de Investigação para Tecnologias Interativas da NOVA FCSH.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *