FACA – Onde cinema e arte se cruzam com a antropologia

A vontade de explorar as fronteiras entre investigação e criação artística está na base da Festa de Antropologia, Cinema e Arte (FACA), organizada pelo Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA) da FCSH/NOVA.

Uma arena de discussão e exploração das inter-relações entre cinema, arte e antropologia com o intuito de estimular o diálogo entre a academia e a população é o objetivo deste evento que, desde março de 2014, se realiza em Lisboa com o apoio da FCSH/NOVA.

A edição de 2016 da Festa de Antropologia, Cinema e Arte (FACA) teve lugar de 10 a 12 de março em três espaços da cidade: Cinemateca Portuguesa, no centro de arte contemporânea Carpe Diem – Arte e Pesquisa e no Arquivo 237.

Organizada pelo Núcleo de Antropologia Visual e da Arte do Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA), a programação de 2016 foi dividida em duas partes:  “A cidade em Foco” mostrou o olhar de estudantes de antropologia sobre o fenómeno urbano;  o “FACA convida”, apresentou uma pequena seleção de filmes internacionais que se destacaram na produção etnográfica dos últimos anos.

A programação de 2016 contou ainda com um workshop participativo, intitulado Working with Art, Cinema and Anthropology realizado na FCSH/NOVA, um encontro sobre as cumplicidades entre a antropologia e o desenho e com a performance Corps Archivés de Claire Buisson.

Conheça a página de Facebook do evento e veja o vídeo de apresentação da FACA.

Legenda da imagem: logótipo do festival.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *