22 Outubro, 2018

NOVA FCSH contribui para debate sobre reabilitação de património imobiliário

Palácio de Azurara

Que soluções para cerca de 20 magníficas casas, parte delas antigos palácios, hoje um património valioso mas degradado? A NOVA FCSH participa na discussão promovida pelo Município de Lisboa e contribui para a busca de soluções.

Lisboa, cidade com história, dispõe de património imobiliário envelhecido e que se tem vindo a degradar sem atenção dos seus proprietários, em muitos casos a própria autarquia. Discutir a solução para recuperar cerca de duas dezenas de habitações privilegiadas que, em tempos, fizeram brilhar a cidade foi o motivo que reuniu, em janeiro de 2015, investigadores do Instituto de História da Arte da NOVA FCSH, do Fórum Cidadania Lx, da Direção Geral do Património Cultural e da Câmara Municipal de Lisboa na conferência “Palácios Históricos de Lisboa. Memória, Ruína ou Futuro?”.

O debate sobre este acervo crucial para Lisboa, em particular quando a capital atrai um número crescente de turistas, visou identificar razões que levaram ao seu estado atual de degradação e discutir soluções que permitam devolver à cidade este conjunto de edifícios de extraordinária importância histórica.

Os historiadores de arte Raquel Henriques da Silva, da NOVA FCSH, e Miguel Soromenho bem como o arquiteto João Appleton evocaram o passado desses palácios. Na perspetiva oposta, do futuro, vários empresários apresentaram projetos e iniciativas passíveis de serem realizados nesses locais.

O evento teve lugar na Sala do Arquivo dos Paços do Concelho, em janeiro de 2015, e encerrou com uma visita guiada ao Palácio Pombal, propriedade da CML.

Uma segunda conferência, em maio de 2016, apresentou as intervenções entretanto realizadas nestes edifícios.

Legenda da imagem: Palácio de Azurara. Fotografia de João Carvalho [CC].

Escrito por
FCSH +LISBOA
Ver todos os artigos
Deixe uma resposta

Escrito por FCSH +LISBOA

O PROJETO

Uma nova forma de conhecer Lisboa
+ inovadora + visual e + interativa
a partir do que se investiga na NOVA FCSH. [Saiba +]

APRENDER SOBRE LISBOA NA NOVA FCSH 2017/2018

Tempos e cidades (1.º semestre)
Unidade curricular do mestrado em Estudos Urbanos, aberta a alunos externos. [Saiba +]

História de Lisboa Medieval (1.º semestre)
Unidade curricular do mestrado em História, aberta a alunos externos. [Saiba +]

A cidade na cultura oitocentista (2.º semestre)
Unidade curricular do mestrado em História da Arte, aberta a alunos externos. [Saiba +]

Unidades de Investigação da FCSH/NOVA

Clique aqui para aceder às 16 unidades de investigação da FCSH/NOVA.

FCSH +LISBOA NAS REDES