São Carlos de portas abertas a partilhar memórias da ópera

De 4 a 6 de maio, o Teatro Nacional de São Carlos está aberto ao público com memórias, workshops, conversas, espetáculos e exposições. Os “Dias da Memória da Ópera” fazem parte do “Memória para Todos”, um projeto do Instituto de História Contemporânea da NOVA FCSH.

Libretos, fotografias, objetos ou simples relatos das primeiras idas à ópera. Um dos objetivos dos “Dias da Memória da Ópera” é recolher testemunhos e memórias que ajudem a disseminar o património vivo da ópera em Portugal. Durante três dias, o Teatro Nacional de São Carlos (TNSC) abre as portas, para que todos possam não só contactar com a história da ópera, como contribuir para o seu aprofundamento.

O programa arranca às 10h de sexta-feira, dia 4, com a abertura da exposição “Memórias da Ópera”, que inclui imagens do Arquivo RTP e peças do Centro Histórico do TNSC. À mesma hora inicia-se o registo de testemunhos orais e objetos trazidos pelo público, uma iniciativa organizada pelo Instituto de História Contemporânea (IHC) da NOVA FCSH, que decorre das 10h às 18h até domingo, dia 6. De manhã começam também as visitas guiadas ao teatro, repetidas diariamente às 10h30, 12h, 14h30 e 16h. As palestras e os espetáculos são apresentados tanto por profissionais como por amadores, que partilham a sua paixão pelo universo operático.

As histórias recolhidas durante o evento do São Carlos ficam depois disponíveis na área “Memórias da Ópera”, integrada no website “Memórias para Todos”, onde já figuram diversos testemunhos em vídeo. É possível, por exemplo, conhecer o momento decisivo que levou Jorge Rodrigues, ainda muito jovem, a tornar-se assistente de encenação, a delicadeza requerida a uma maquilhadora profissional, como afirma Fátima Sousa, ou um episódio da ópera Salomé, partilhado por Álvaro Mata.

São apenas alguns exemplos de peripécias e outras curiosidades que ajudam a contar a história da ópera e que qualquer pessoa pode ficar a conhecer no website. O “Memória para Todos” é um projeto de investigação que consiste na identificação, recolha, estudo e divulgação de testemunhos, memórias ou objetos de todos os que participaram na construção da História de Portugal.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *