Descobrir uma Lisboa perdida no tempo

“Segredos de Lisboa” é uma publicação assinada por duas antigas alunas da FCSH/NOVA onde se conta a história de vestígios arqueológicos surpreendentes.

Se Lisboa é uma cidade tão antiga, então há muitas histórias escondidas por baixo dos nossos pés. Terá sido o que pensaram Inês Ribeiro e Raquel Policarpo, arqueólogas formadas pela NOVA FCSH, quando em 2010 criaram a Time Travellers, uma agência de animação turística que proporciona atividades dedicadas à descoberta da arqueologia e cultura da capital.

Essa experiência levou-as a escrever “Segredos de Lisboa”, uma publicação onde, com toques de romance histórico, se relatam vestígios de uma cidade desaparecida. Desde as linhas originais (Cerca Velha) das muralhas do Castelo de S. Jorge a locais inesperados, como parques de estacionamento onde se expõem objetos encontrados em trabalhos de escavação, sob os nossos pés estes vestígios contam-nos séculos de vivência de fenícios, romanos, muçulmanos e cristãos.

Sabia que na Igreja de Santo António se pode aceder ao subsolo por baixo do altar-mor, onde teve início a história do templo? E que na Rua da Prata se pode visitar galerias romanas e descobrir o que resta de um antigo fórum romano? Este livro revela-lhe estes e outros segredos à espera de serem descobertos.

Siga e partilhe:
20

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *